BLOG

COMO SÃO MEDIDOS OS RENDIMENTOS DOS FUNDOS

Publicado: fevereiro, 2017

Não somente os fundos, mas grande parte do mercado usa uma base comparativa de referência para comparar seus investimentos, o CDI que é a taxa de juros praticada nas transações feitas no mercado interbancário, ou seja entre os bancos quanto emprestam dinheiro entre si. Esta taxa sempre anda muito junto à taxa SELIC, que é a taxa básica de juros do mercado financeiro que mensalmente é divulgada pelo Banco Central e sempre está presente nos noticiários.

Já para os fundos de ações, a base comparativa de rentabilidade é usual o índice IBOVESPA, que é o desempenho médio das principais ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.

Obviamente existem outros índices para esse comparativo e cada fundo normalmente define um deles, que obviamente tenha a ver com as suas características de investimento e que possa servir de parâmetro comparativo para seus cotistas.

Estes índices são importantes para que se tenha uma base comparativa de desempenho dos fundos, principalmente para saber se o gestor está cuidando bem dos investimentos dos recursos dos cotistas. Por isso mensalmente os cotistas recebem as informações comparativas de seus investimentos relativamente aos respectivos indicadores de mercado.